ALINE AKEMI - SÃO PAULO / SP 

Bacharelado em Artes Visuais em 2015; SP Tango Education Program em 2017; SP TANGO FESTIVAL em 2018; TEM - Tango Entre Mulheres em 2018; Semifinalista na Preliminar y Festival Tango Brasil 2018; Las Tardecitas em 2019.

ARACI SANTOS - SÃO PAULO / SP 

Professora de forró e membra da equipe Mulheres que conduzem. Atua no Centro Cultural Butantã, Casa 1 e no Projeto Forrió & Gafieira na USP. Também participa de grupos de estudos de danças afro atlânticas.

 CAMILA NANTES - CAMPO GRANDE / MS 

Nascida em Campo Grande - MS, teve seu primeiro contato com o universo da arte-educação através do projeto Brincaturas & Teatrices da Casa de Ensaio, onde estudou por 7 anos. Em 2011 conhece as Danças de Salão, e em 2013 passa a atuar como intérprete-criadora a Cinese Cia de Dança, pesquisando a relação entre dança de salão e dança contemporânea até o ano de 2015. Em 2016, integra o Grupo Bailah e o Projeto de Extensão “Dança de Salão” da UFMS, onde por dois anos pensou o ensino das danças de salão sobretudo em diálogo com questões de gênero e sexualidade. Atualmente é discente de Dança da UFBA, bolsista do PIBID - Programa de Iniciação à Docência, e se dedica à pensar, em dança, processos criativos e educacionais em possíveis relações com dança de salão, cultura popular e educação somática.

 CAROLINA POLEZI - CAMPINAS / SP 

Carolina Polezi possui 20 anos de experiência com dança de salão. Doutoranda em Pedagogia e Filosofia da Dança pela Unicamp, Mestre pela USP e Graduada pela UNICAMP, atualmente desenvolve pesquisa sobre dança de salão com um novo método de ensino e prática chamado Condução Compartilhada. Foi professora da rede municipal de Sumaré, formadora social em dança na Prefeitura de Campinas e integrou o corpo docente e cias de dança de diversas escolas em São Paulo e Campinas. Ministrou aulas de dança na UNAM (Univerdad Nacional Autônoma do México), foi professora do Grupo de Dança de Salão da UNICAMP de 2009 a 2017 e professora convidada do SESC Campinas/SP, Jundiaí/SP e Araraquara/SP em 2017, 2018 e 2019. Atualmente coordena projetos sobre condução compartilhada, e dança inclusiva e é professora do curso de Pós Graduação em Dança da UMSC e Estácio de Sá.

 CÁSSIA MESSEDER - BELO HORIZONTE / MG

Professora - Workshop “Práticas Corporais com Fluidez” pela escola Forral Eldorado - Contagem/Mg - Forró pela escola Forral - BH/MG. Facilitadora - Preparação Corporal em eventos de Forró - BH/MG. Entrevista e rodas de conversa: Mulheres que Conduzem de São Paulo sobre o papel das professoras nas aulas de dança; Assédio em bailes, forrós e nas escolas de dança de salão - BH/MG e Questões de Gênero na Dança de Salão: Como podemos tornar a dança menos machista? - BH/MG. Professora: Festival de Dança Baião de três - técnicas para conduzidos.

 DEBORA PAZETTO - FLORIANÓPOLIS / SC 

Debora Pazetto é professora de Teoria da Arte na UDESC e no PPG em Educação Tecnológica do CEFET-MG, no qual orienta pesquisas relacionadas a Artes e Estudos de Gênero. É bacharel em Filosofia e em Artes Visuais, mestre e doutora em Estética e Filosofia da Arte (UFMG/Sorbonne). Paralelamente, estuda dança de salão e dança contemporânea desde 2009, integrou as cias. Dança Jovem, Mimulus Cia de Dança, 4ème Sous-Sol (Sorbonne), Mergulho 747, e desenvolve trabalhos teóricos e práticos em Dança de Salão Contemporânea e Condução Mútua no Terceira Margem – Coletivo de Dança, do qual é co-fundadora.

 GABRIEL FERREIRA - FLORIANÓPOLIS / SC 

Diretor e bailarino da Grão Companhia de Dança; Professor de dança de salão e coordenador musical na Cenarium Escola de Dança desde 2005; Graduando em Fisioterapia na Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL); Pesquisa em Watsu (terapia aquática) UNISUL e Andreia Monteiro (2013 e 2014); Formação em Educação somática (NÙCLEO 8 - 2018/2019); Professor de violão clássico e popular e cavaquinho (1999 a 2005); Curso de Qualificação em Tango Dança - Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Gabriel é idealizador, junto de Lidiani Emmerich da pesquisa conexão individual e comunicação a dois (2010), projeto Tango Experiência (2011) e a Grão Cia de dança (2012), cia que procura na coletividade um sentido de existência e proposição artística.

 ILANA TAYA - SÃO PAULO / SP 

Enquanto decifro o que faço muito provável já deixou de ser. Como um relógio que informa diferente hora verdadeira a cada instante. O que faço é o modo de fazer que faço. Não são as horas, mas a energia que faz deslocar os ponteiros. Aquilo que confere vida ao corpo: movimento, relações com o espaço-tempo. Pesquiso uma linguagem baseada em cores, formas, letras, sons e linhas. Uma metodologia da comunicação do corpo que aproxima os desenhos, instrumentos, cantos, danças, poemas e qualquer outra expressão criativa. É como um abecedário estético que sozinho não é nada - um fio solto - mas quando trama-se pode dizer sobre tudo. Uma arte pedagógica-política: pública, privada, pessoal e partidária. Ar, terra, água e fogo. Condução, continuidade, cuidado e coragem. Arte de tocarte.

 JOSÉ ANDRÉS - FLORIANÓPOLIS / SC 

José Andrés iniciou na dança em 2013 e em 2016 foi bolsista na Cenarium, em Florianópolis, dando início na dança de modo profissional. Logo conheceu o Contato Improvisação e veio para São Paulo em busca de formação. Deu aulas de Dança de Salão em Floripa, particulares em São Paulo e de CI com Ricardo Neves na última edição do Encontro da Dois Rumos.

 JULIANA FREIRE - SÃO PAULO / SP 

Vivencia o forró há mais de 15 anos, estuda dança desde 2005 e desde 2014 coordena o grupo de dança Terceira Categoria. Mestre em Dança pela UFBA e Bacharel em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP. Em 2018 iniciou o projeto intitulado Forró das Bonita que busca fomentar, valorizar e divulgar o trabalho feminino no forró. Pesquisa danças brasileiras (inclusive as que fazem parte do movimento hip hop) e percussão (zabumba, alfaia, triângulo e pandeiro). Já ministrou aulas e oficinas em São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Participou de videodanças, espetáculos e grupos populares como Cia Brasília (São Paulo) e Maracatu Ventos de Ouro (Salvador – BA). Foi premiada em 2017 no Concurso de Forró do Shopping Center Lapa em Salvador (BA) em parceria com Marcos Affonso e em 2015 na categoria estilos na Copa Brasil de Forró em São Paulo (SP) em parceria com Thiago Amorim.

 Lidiani Emmerich - Florianópolis / SC 

Professora de Dança Criativa, Ballet Clássico, Dança de Salão e coordenadora do núcleo infanto-juvenil da Cenarium Escola de Dança desde 2005, bailarina e diretora da Grão Companhia de Dança, Licenciada e Bacharel em Educação Física (UFSC/2009), pós graduada em Dança: Educação e Cultura (IPEGEX 2014) e tem formação em Educação Somática (NÚCLEO 8 - 2018/2019). Foi diretora da circulação SC do espetáculo Moebius, contemplado pelo Prêmio Elisabete Anderle de estímulo à dança (2015), da circulação norte do mesmo espetáculo contemplado no Prêmio Funarte de dança Klauss Vianna (2015) e do projeto de manutenção da Grão cia de dança contemplada pelo Prêmio Elisabete Anderle (2017). Idealizou com Gabriel Ferreira a pesquisa conexão individual e comunicação a dois (desde 2010) e o projeto Tango experiência (desde 2011), que hoje se expressa também em um grupo de estudos em Tango, educação somática e cena, cursos que em sua expansão criou Grão (2012), cia que procura na coletividade um sentido de existência e proposição artística.

 LUIZA MACHADO - BELO HORIZONTE / MG 

Professora - Workshop “Práticas Corporais com Fluidez” pela escola Forral Eldorado - Contagem/Mg - Forró pela escola Forral - BH/MG. Facilitadora - Preparação Corporal em eventos de Forró - BH/MG. Entrevista e rodas de conversa: Mulheres que Conduzem de São Paulo sobre o papel das professoras nas aulas de dança; Assédio em bailes, forrós e nas escolas de dança de salão - BH/MG e Questões de Gênero na Dança de Salão: Como podemos tornar a dança menos machista? - BH/MG. Professora: Festival de Dança Baião de três - técnicas para conduzidos.

 MARIANA FRANCO - São Paulo / SP 

Bacharel em Letras pela USP. Experiência em teatro, balé, eutonia, dança contemporânea e moderna. Cursou o Técnico em dança da ETEC das Artes. Trabalha com tango desde 2013, lecionando e atuando como intérprete e ensaiadora nas cias Alma de Tango e Tango&Paixão. Lecionou no Congresso Mundial de Tango (SP 2015); Festival Arrabalera (SP 2017); SP Tango Education Program(SP 2017); Las Chicas(Fortaleza, 2019). Desenvolve técnicas de consciência corporal aplicadas à dança de salão, ministrando workshops em SP, Brasília e nos EUA (2019). Desde 2016, pesquisa questões de gênero no tango e fomenta a condução entre mulheres e a condução compartilhada. É fundadora e professora do TEM - Tango Entre Mulheres e da prática popular Las Tardecitas.

 MARINA CRISTAL - São Paulo / SP 

Marina Cristal é artista-educadora, mestranda em filosofia pela UFABC, graduada em Artes Cênicas e pós-graduada em História da Arte, além de possuir vasta formação (majoritariamente marginal) em música, dedicando-se principalmente à música de comunidades tradicionais do Brasil e do mundo. Com sua pesquisa pedagógica de imanência vocal realizou cursos e workshops pelo Brasil nos estados da Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo e também em Montevidéu, no Uruguai. Em consonância com práticas pedagógicas voltadas à autonomia dos sujeitos, atualmente busca facilitar espaços de escuta, conexão e criação envolvendo técnicas artísticas, terapêuticas e pedagógicas.

 MARTHA ROYER - PORTO ALEGRE / RS 

Profissional de Educação Física e pós graduada em dança, Martha Royer é diretora do espaço de dança Zathus na capital gaúcha. Seus estudos nas danças à dois tem foco no Zouk Brasileiro, sendo uma referência no Sul do Brasil. Desconstruindo os papéis de gênero nas danças à dois, sua didática aborda e instiga diferentes questões práticas de movimentações e também gera debates relevantes em sala de aula. Em 2018 foi jurada do Prêmio Açorianos de Porto Alegre na categoria Danças à Dois.

 MI CHAN TCHUNG - São Paulo / SP 

Praticante e difusora do Contato Improvisação (CI) desde 2005, Mi é especialmente influenciada pela comunidade contateira da Argentina, onde viveu grande parte do seu tempo por 12 anos. Pesquisadora da fusão das Danças de Salão com o CI, é coorganizadora e professora do 1º Festival ContacTango Brasil. Transversalmente à dedicação à dança, trabalha como produtora, com particular aptidão ao processo criativo. Produziu recentemente o filme de longa-metragem Vergel, selecionado pelo Festival de Gramado, Festival do Rio, BAFICI e vários outros. Bacharel em Comunicação das Artes do Corpo, atualmente cursa Licenciatura em Pedagogia, investigando a alfabetização através do corpo.

 PAOLA VASCONCELOS - RIO DE JANEIRO / RJ

Doutoranda no Programa de Artes Cênicas da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, onde tem abordado os papéis de gênero na dança de salão. Mestra em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, licenciada em Dança pela mesma universidade.Ministra oficinas de dança de salão contemporânea, no Espaço Mova (RJ). Diretora e bailarina do espetáculo Corpobolados (2015), vencedor das categorias coreografia e bailarina do ano de 2015 pelo Prêmio Açorianos de Dança de Porto Alegre. Interprete-criadora do espetáculo Drama no Salão, com direção de Karenina de Los Santos, (2016-2018).Organiza as batalhas de dublagem através da atuação da personagem Lolita Rouge, desde 2016, no Von Teese High-Tea Cocktail Bar em Porto Alegre.

 SAMUEL SAMWAYS - BELO HORIZONTE / MG 

Samuel Samways é artista referência em dança de salão contemporânea. Sua pesquisa tem importância significativa na crítica e desconstrução dos papéis heteronormativos da dança de salão, bem como a fusão da linguagem com danças tradicionais brasileiras e latino-americanas, artes marciais, contato-improviso e dança contemporânea. Foi coreógrafo em “Pretérito Imperfeito” – Mimulus cia de dança (2014), “Poema” - GED Corpo Cidadão (2016), “Ballet do Amor Brasileiro” (2017) e “Testo” – Ballet Jovem Minas (2018). Também dirigiu e coreografou os espetáculos “Afasta de mim”, “Destrajetos”, “Monstra” e “Breve espaço entre as coisas que se tocam”, do Terceira Margem – Coletivo de Dança. Foi bailarino na “Mimulus Cia de Dança”, grupo de dança “Sala B” e atualmente é bailarino no “Camaleão Grupo de Dança” e co-diretor do “Terceira Margem – coletivo de dança”. Samuel é curador e idealizador do “Festival de Dança de Salão Contemporânea”.

 TAtchi matz - São paulo / Sp 

Tatiana Hiromi Matsuo, mais conhecida como Tatchi Matz tem 47 anos, é formada em Educação Física (1997), trabalhou 8 anos como técnica e árbitra de Ginástica Artística antes de se formar em Pilates Equipamentos. Trabalhou 3 anos nos EUA numa Clínica de Coluna onde iniciou seu trabalho como Terapeuta Manual. Nos últimos 3 anos vem desenvolvendo a técnica Heart Dance Therapy onde ensina técnicas de Toques Terapêuticos e Consciência Corporal em grupo para alívio de dor e melhora de qualidade de vida.

 TAtiana leme - florianópolis / Sc 

Sou professora de dança há 14 anos. Hoje sou uma das sócias-proprietárias da Mutama Escola de Movimento e Expressão, onde desenvolvo o meu trabalho com Zouk e com a Pesquisa em Condução Compartilhada. Já ministrei cursos em eventos pelo Brasil, Zurique, Paris e Nova York. Fui diretora da Lehoff Cia de Dança por 3 anos, tendo dirigido o espetáculo "Um Tanto Delas" em 2017. Também naquele ano, fundei o "Imersão em Dança" - congresso para um aprofundamento da dança a dois em Florianópolis - e a GIRO: Dança, Inovação e Criatividade, projeto que leva a dança para o ambiente corporativo.

 SAULO DIAS - FORTALEZA / CE 

Professor, bailarino, coreografo e diretor, é graduado em Educação Física na Universidade Estadual do Ceará e em Dança pela Escola de Porto Iracema das Artes (CE). Integrou companhias de dança de salão, dança contemporânea e teatro como a UNUS, OMI e Cia Vatá e tendo participação na Claudio Bernarndo Cie , companhia de Bruxelas. Foi fundador e diretor da Induo Companhia de dança, grupo com foco na investigação e produção de zouk, utilizando a educação somática e contato improvisação como base. Co-criador da Oficina de Dança Sentida, trabalhando a dança como ferramenta terapêutica. Trabalha hoje com danças a dois a partir de um pensamento mais expansivo trazendo questões politicas e sociais a partir da pesquisa de movimento.

 Vitória Sorriso - MAUÁ / SP 

Professora de Dança de Salão, Consciência Corporal e Ginástica Laboral. Formada em Educação Física e Pós-graduada em Dança e Consciência Corporal. Foi bailarina clássica e dançarina de breakdance por 12 anos integrando os grupos Jabaquara Break’s e Estilo de Rua, sendo especialista em B.boy/B.girl. Iniciou nas danças de Salão em 2008 em oficinas culturais. Atualmente ministra aulas de Danças de Salão com foco na Consciência Corporal e Ginástica Laboral em empresa pública.

 PALESTRANTES 

 Alisson George - SALVADOR / BA 

Discente do curso de Licenciatura em Dança na Universidade Federal da Bahia, Técnico Profissional em Dança pela Escola de Dança da FUNCEB (Fundação Cultural do Estado da Bahia), dedica seus estudos e trabalhos às danças de salão com o Grupo Dois em Um e o Coletivo Casa4. Atuou como diretor artístico de obras como o espetáculo de Tango “Ao Invés...” (2016); Corpografia Brasileirra (2015); além de produtor do evento “Por Uma Milonga” (2015-2018). Professor dos Cursos Livres da Escola de Dança da FUNCEB (2014-2019). Ministrante das aulas de Dança de Salão no curso de férias da FUNCEB, em parceria com Jocélia Freire (2014 - 2018), e formações pedagógicas como o curso de “Metodologia e Função da Dança na Modernidade”, reconhecido pelo Conseil International de La Danse – UNESCO, ministrado por Paco Gomes (CID 17617) (2015); Qualificação de professores, com o programa de: Didática, Metodologia e Dança como Tecnologia Educacional, ministrado por Janahina Cavalcante e Rita Aquino (2016). Também atuou como artista em obras como o musical “A Casa Onde Mora o Sol”, dirigido por Bira Azevedo (2007); Yaô Brasilis, dirigido por Paco Gomes (2015).

 CAROLINA POLEZI - CAMPINAS / SP 

Carolina Polezi possui 20 anos de experiência com dança de salão. Doutoranda em Pedagogia e Filosofia da Dança pela Unicamp, Mestre pela USP e Graduada pela UNICAMP, atualmente desenvolve pesquisa sobre dança de salão com um novo método de ensino e prática chamado Condução Compartilhada. Foi professora da rede municipal de Sumaré, formadora social em dança na Prefeitura de Campinas e integrou o corpo docente e cias de dança de diversas escolas em São Paulo e Campinas. Ministrou aulas de dança na UNAM (Univerdad Nacional Autônoma do México), foi professora do Grupo de Dança de Salão da UNICAMP de 2009 a 2017 e professora convidada do SESC Campinas/SP, Jundiaí/SP e Araraquara/SP em 2017, 2018 e 2019. Atualmente coordena projetos sobre condução compartilhada, e dança inclusiva e é professora do curso de Pós Graduação em Dança da UMSC e Estácio de Sá.

 JOANA BARROS - SÃO PAULO / SP 

Educadora na Universidade de São Paulo, na Escola de Artes, Ciências e Humanidades. Sou bacharela e licenciada pela mesma universidade, com pós graduação em Dança e Consciência Corporal. Trabalho com projetos de pesquisa e de cultura e extensão. Atualmente, coordeno uma parte do programa Envelhecimento Ativo na USP Leste e dois projetos com dança de salão com abordagens contemporâneas, um dentro do programa USP aberta à Terceira Idade e outro aberto aos estudantes, servidores e público externo. Desenvolvo trabalhos teórico-práticos permeados por pesquisas e estudos que atravessam as áreas das humanidades e artes.

 JOCÉLIA FREIRE - SALVADOR / BA 

Mestranda no Programa de Pós-Graduação Profissional em Dança PRODAN da Universidade Federal da Bahia - UFBA (2019); especialista em Metodologia do Ensino e da Pesquisa em Educação Física, Esporte e Lazer Escolar (2011) pela Faculdade Social da Bahia - FSBA. Licenciada em Dança (2008) e em Educação Física (2017), ambas pela UFBA. Atua em diversos espaços como professora de Dança de Salão em Salvador-BA. Realiza estudos acerca das Danças a Dois com o grupo Dois em Um. Professora de Dança do Ensino Médio no Colégio Módulo, em Salvador - Bahia, e professora efetiva de Artes no Ensino Fundamental II no município de Nazaré das Farinhas - BA. É pesquisadora membro do grupo de pesquisa Políticas e Processos Corporeográficos e Educacionais em Dança (UFBA).

 EQUIPE 

 ANDRESSA MALERBA - SÃO PAULO / SP 

 PRODUTORA 

Bailarina clássica, com formação pela metodologia cubana em 2006, atuando como professora de ballet desde então. Participou de diversos festivais de dança, como Festival de Joinville, ENDA, Festival de Inverno de Campos do Jordão, entre outros, foi bailarina e co-coreografa na Cia Espaço Clássico São Paulo, dirigida por Hellen Caras, onde participou de várias remontagens de ballets de repertório, e montagens de ballets contemporâneos, até 2016. Iniciou os estudos nas danças de salão em 2008, participou como integrante da equipe de dançarinos na Costa Cruzeiros em 2014, ministrando aulas de dança e apresentações no cruzeiro. Integra a Dois Rumos Cia de Dança, como bailarina intérprete, pesquisadora e facilitadora, desde 2016, participando de oficinas, espetáculos, bailes. Participou da Bienal Sesc de Dança 2019, pela Dois Rumos Cia de Dança. Pesquisas uma forma de dançar mais livre e com novas possibilidades.

 CARLOS ARAÚJO - SÃO PAULO / SP 

 CURADOR 

Intérprete-Criador em dança contemporânea e de salão. Formado em Dança pela Etec de Artes e pelo Projeto Núcleo Luz. Participou de eventos no Brasil e no Chile. Foi intérprete-colaborador do Núcleo de Pesquisa Mercearia de Idéias, com direção de Luiz Fernando Bongiovanni. Integrou o Corpo Jovem, uma companhia da escola de dança de São Paulo. Fez parte da Cia Pé no Mundo no Projeto "Arquivo Negro: passos largos em caminhos estreitos". Hoje, dedica seu tempo à Dois Rumos Cia de Dança, atuando como dançarino e diretor artístico. Compondo, também, o elenco artístico do Viver Núcleo de Dança.

 CAMILA AGUIAR - SÃO PAULO / SP 

 APOIO 

Formada em Computação Gráfica e Rádio, TV e internet, engajada em lutas sociais e ativismo cultural. Atualmente trabalha na TV Cultura. Estuda dança há 6 anos e hoje é parte integrante da Dois Rumos cia de Dança, como dançarina e geradora de conteúdo do blog da companhia.

 FERNANDA CONDE - SÃO PAULO / SP 

 CURADORA 

Cofundadora e Diretora da Dois Rumos Cia de Dança. É graduada em Comunicação Social – Rádio e TV pela Universidade São Judas Tadeu (2010) e Técnica em Dança pela Etec de Artes de São Paulo (2013). Certificada pelo Sebrae-SP no curso Dança Empreendedora (2018). Estudou Ballet Clássico e Jazz Dance ainda jovem. Em 2010 ingressou nas Danças de Salão no Centro de Dança Jaime Aroxa (São Paulo). Escreveu e atuou na produção dos projetos Relações Adversas (VAI 2015 e 2016) e Elas por Elas (VAI 2018) da Dois Rumos Cia de Dança. É curadora e produtora do Encontro Contemporâneo de Dança de Salão. Atualmente pesquisa e desenvolve seu trabalho como produtora, pesquisadora e bailarina dentro da Dois Rumos Cia de Dança.

 JU SANPER - GUARUJÁ / SP 

 DJ 

Formada em Propaganda e Marketing. Começou na dança de salão em 2008. Em 2015 foi se dedicando mais ao Zouk e um ano depois iniciou-se como Dj do ritmo. Já participou de muitos congressos, bailes e Workshops por todo o Brasil. Já tocou ao lado de grandes DJs como Allan Z, Leandro Bandido, Zé do Lago, DJ Kakah, DJ Dedz, DJ Rachel Ramalho, DJ Pedro Lucas, etc.

 KELLY POLI - SÃO PAULO / SP 

 CURADORA 

Pedagoga e Técnica em Dança, integra a Dois Rumos Cia de Dança desde 2017, atuando como Dançarina, Professora e Produtora. Pesquisa e pratica as danças a dois (Danças de Salão) com o foco na consciência corporal, autonomia do indivíduo e reconhecimento de suas potencialidades, partindo da construção de redes de afeto e cuidado consigo e com o próximo. Iniciou sua carreira artística como competidora de Dança Esportiva (BallroomDance) em 2010. Acredita que a Dança é um instrumento de revolução e que através da consciência e da sua prática política é possível gerar mudanças individuais e coletivas que impactam atuais e futuras gerações.

 TONY RUBINHO - SÃO PAULO / SP 

 apoio 

Início sua carreira na dança de salão EM 2010. Em 2013 entrou para cia La Luna como dançarino, onde não faz mais parte do grupo desde 2017. Em busca do seu desenvolvimento pessoal na dança procurou outras técnicas de dança, como jazz, ballet, contemporâneo e Stiletto em 2014. Desde 2017 integra a Dois Rumos cia de Dança. Hoje ministra aulas de Stiletto e dança de salão contemporânea, em grupos e particulares.

 CASSIO CONDE - SÃO PAULO / SP 

 FOTÓGRAFO E FILMMAKER 

Formado em Publicidade e Propaganda em 2014 pela Universidade São Judas Tadeu. Também fez o curso de Cinema intensivo pela Latin American Film Institute e estudou Cine e TV pelo Centro de Audiovisual de São Bernardo do Campo. Trabalha com audiovisual e fotografia há sete anos, de forma autônoma há pouco mais de três. Antes, teve a oportunidade de trabalhar em agências de publicidade, estúdios de design, produtoras de vídeo e numa escola de artes. Todas essas experiências lhe trouxe maturidade pra atuar como autônomo. Hoje se dedica integralmente aos seus clientes, muitos deles voltados ao segmento da dança.